Monitorização Inteligente dos Parâmetros de Saúde para os 250 alunos do Projeto de Envelhecimento Ativo “Fornos Vida”

O Município de Fornos de Algodres implementa, a partir do próximo mês, um plano de monitorização inteligente de parâmetros de saúde, que irá beneficiar 250 munícipes envolvidos no Projeto de Envelhecimento Ativo “Fornos Vida”.

O plano de monitorização inteligente de parâmetros de saúde, associado à prática contínua de exercício físico, constitui-se como um propósito para trazer benefícios, na condição de saúde e bem-estar, à população abrangida pelo projeto.

A solução de monitorização de parâmetros biomédicos recorre à solução tecnológica OneCare Sensing, desenvolvida e fornecida pela Intellicare. Com recurso a esta tecnologia, todos os beneficiários do projeto, passam a efetuar, uma vez por mês, as suas medições de saúde (tensão arterial, peso, glicemia…) disponibilizando-as de imediato ao seu médico assistente, que as poderá consultar a qualquer momento. O Centro de Saúde de Fornos de Algodres associou-se a este projeto e será a entidade competente para o tratamento dos dados de saúde.

A inovação consiste, principalmente, no facto dos prestadores de cuidados médicos acompanharem à distância os seus utentes, contribuindo assim, para uma clara melhoria da qualidade de vida no concelho de Fornos de Algodres.

Monitorização Inteligente

Monitorização_Inteligente_2

Teleassistência – Alargamento do Serviço Voz Amiga

O Município de Fornos de Algodres em parceria com a empresa Helpphone, alargou o Serviço Voz Amiga a todos os utentes abrangidos pelo Programa de Teleassistência Municipal.

Assim, a partir da próxima semana todos os utentes passarão a usufruir de 3 chamadas gratuitas semanais,por parte dos operadores da Helpphone, sendo o objetivo dessas chamadas, verificar se está tudo bem com os utentes (a sua maioria idosos isolados) e o estabelecimento de pequenas conversas que auxiliam no combate à solidão.

Este é um projeto iniciado em 2014, que se tem constituído como um importante instrumento de apoio à população mais vulnerável do nosso concelho.

Parceria entre a Câmara Municipal e “Cinco Sentidos” proporciona formação à comunidade educativa concelhia.

O Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres acolheu no passado dia 8 de março uma ação de formação direcionada para docentes, intitulada “Ai a minha voz! – Estratégias e pistas para a reeducação da voz”, dinamizada pela formadora Dra. Teresa M. Sousa, da Equipa

“Cinco Sentidos- Espaço de Reabilitação e de Intervenção Psicoeducacional”, no âmbito de uma parceria que a Câmara Municipal de Fornos de Algodres estabeleceu com esta instituição.

Esta ação contou com a participação de 21 docentes que, ao longo de duas horas, consciencializaram algumas das situações de mau uso e abuso vocal, aprendendo inúmeras estratégias e cuidados a ter para uma boa saúde vocal, tão importante para quem utiliza a voz como principal ferramenta de trabalho.

O “Cinco Sentidos” é um espaço terapêutico constituído por uma equipa multidisciplinar de técnicos especializados na área da educação e da saúde que dinamizou em dezembro de 2016 a ação “Chega de ter insónias! – Higiene do Sono” envolvendo a participação de cerca de 30 alunos que frequentam o 12º ano de escolaridade no Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres.

Para o corrente ano está ainda prevista a dinamização das seguintes ações particularmente direcionadas para pais, educadores de infância e professores:

– “Jogos de promoção de inteligência emocional

– “Sexualidade, a descoberta do nosso corpo – A importância da gestão de afetos”

“Atraso na linguagem – exercícios de estimulação fonológica”

Inauguração do minimercado Solidário “Fornos tem, Fornos dá”!

No dia 19 de fevereiro de 2017, o Município de Fornos de Algodres inaugurou o minimercado solidário Fornos tem, Fornos dá!

Este minimercado solidário, que tem como principal objetivo receber bens alimentares para posteriormente serem distribuídos às famílias mais carenciadas do concelho, encontra-se hoje com todas as condições para garantir a adequada conservação dos alimentos angariados.

Este projeto, foi um dos três vencedores do primeiro Orçamento Participativo “Por Fornos Eu Participo”, pelo que, a sua concretização é um sinal claro da importância da participação dos cidadãos nesta iniciativa municipal, que se repetirá neste ano de 2017.

Na cerimónia de inauguração estiveram presentes a vice-Presidente do Município – Drª. Rita Silva, o vereador – Dr. Alexandre Lote, o Sr. Padre Jorge Luis (proponente) e vários munícipes, que ficaram a conhecer um espaço muito acolhedor e que cumprirá certamente a sua digna missão, se muitos fornenses participarem na sua dinamização e valorização.

“Por Fornos Eu Participo”

 

Município lança Oficina Solidária “Amiga de Sua Casa”

O Município de Fornos de Algodres já dispõe de um serviço para prestar serviços de pequenas reparações e melhorias habitacionais nas áreas de carpintaria, serralharia, eletricidade, pichelaria, isolamentos, impermeabilizações e outras, nos domicílios de cidadãos seniores e/ou pessoas com algum grau de incapacidade ou dependência física.

O serviço é prestado por pessoal qualificado que executa os trabalhos de forma gratuita, sendo da responsabilidade do interessado a aquisição de materiais necessários à concretização das reparações. Desde que devidamente justificado a Câmara Municipal pode fornecer, a título gratuito, pequenas peças e/ou acessórios necessários à prestação do serviço, desde que não excedam o valor de cem euros anuais

O projeto tem como objetivo contribuir para a melhoria da qualidade de vida e manutenção da autonomia dos seniores no seu domicílio e/ou de pessoas dependentes, proporcionando apoio domiciliário gratuito na área das pequenas reparações e melhorias habitacionais.

É dirigido aos cidadãos recenseados e residentes no Município de Fornos de Algodres, há pelo menos um ano, que tenham 60 e mais anos de idade ou, que sejam portadores de deficiência ou, possuam algum tipo de doença crónica grave, e não disponham, por si, ou através do seu agregado familiar, de um rendimento mensal per capita superior ao valor do Indexante dos Apoios Sociais (IAS), fixado para o ano civil a que reporta o pedido.

O programa é operacionalizado através do pedido inicial de intervenção junto do Serviço de Ação Social pelo interessado, ou por terceiros, devidamente identificados, sendo posteriormente instruído, avaliado e classificado, em conjunto com a Divisão Técnica Municipal.  Esta poderá efetuar, sempre que se revele necessário, uma vistoria ao imóvel, de forma a apurar o tipo de urgência da intervenção a executar, verificando se o orçamento está de acordo com a necessidade das obras a realizar.

Após aprovação do pedido pelo Presidente da Câmara Municipal, ou, por alguém com competências delegadas, será destacado pessoal com competências para efetuar o serviço solicitado, sendo que as intervenções só serão efetuadas na presença do requerente ou de alguém que o represente.

REG. Oficina domiciliária

Sessão de Esclarecimento sobre Alcoolismo para alunos do 9º Ano de Escolaridade

“Não somos contra o uso… mas contra o abuso, do álcool”

 

A convite da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, o Presidente do CARG – Centro de Alcoólicos Recuperados da Guarda, Sr. Carlos Brito, e a sua equipa (Dra. Joselina e duas doentes em tratamento) dinamizaram no passado dia 12, do corrente mês uma sessão de esclarecimento sobre alcoolismo, dirigida a alunos que frequentam o 9º ano de escolaridade, no Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres.

A iniciativa contou com a participação de cerca 40 alunos que, durante quase duas horas escutaram atentamente o impressionante testemunho de quem viveu de perto o pesadelo da doença alcoólica e se mantém abstinente há 36 anos, continuando a  alimentar nos outros, a esperança de que é possível vencer e libertar-se das teias do álcool.

De diversas maneiras o Sr. Carlos Brito demonstrou aos participantes que o “álcool é um SOLVENTE espetacular, que dissolve:

– familias

– casamentos

– amizades

– empregos

– contas bancárias

– neurónios

– mas não…

PROBLEMAS!”

E foi de problemas que também nos falaram duas jovens que se encontram em tratamento da doença alcoólica, assumindo corajosamente perante o publico juvenil a convicção de que “toda a conquista começa com a decisão de tentar”.

Sendo uma doença antiga, o alcoolismo é cada vez mais visível nos nossos dias, em particular junto das camadas jovens… As estatísticas mais recentes revelam que mais de 60% dos jovens com idades compreendidas entre os 12 e os 16 anos e, mais de 70%, acima dos 16 anos, consomem regularmente bebidas alcoólicas, assistindo-se a uma alcoolização cada vez mais precoce. Jovens e crianças começam desde cedo a aprender a valorizar, à imagem e semelhança dos adultos que os rodeiam, os atributos das bebidas alcoólicas, tornando-se eles próprios, protagonistas ativos da continuidade dos hábitos e da manutenção do ciclo da alcoolização que alguns minimizam mas que ninguém consegue ignorar.

Fundador do CARG, o Sr. CARLOS BRITO é uma REFERÊNCIA para muitos e, de modo muito especial, para inúmeros doentes alcoólicos recuperados e suas famílias, desenvolvendo há mais de três décadas um trabalho de excelência no âmbito da prevenção do alcoolismo e dos problemas ligados ao álcool.

O nosso bem haja ao Sr. Carlos Brito e à sua equipa pelo muito que fazem nesta região, em prol dos doentes alcoólicos e suas famílias, ajudando a combater o abuso das bebidas alcoólicas.

CPCJ de Fornos de Algodres participa nas decoração de natal!

A CPCJ de Fornos de Algodres também aderiu à decoração dos postes de iluminação no âmbito da época natalícia.

Fornos de Algodres Natal, um Presépio Natural

Concessão de Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior

A Câmara Municipal de Fornos de Algodres decidiu prolongar o prazo para apresentação de candidaturas ao Programa Municipal de Concessão de Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior até ao dia 15 de dezembro de 2016.

Relembramos que este Programa tem como objetivos apoiar os estudantes com possibilidades económicas reduzidas e colaborar na formação de quadros técnicos superiores, residentes na área geográfica de Fornos de Algodres, bem como, contribuir para a redução das desigualdades sociais que impedem o acesso generalizado dos jovens ao Ensino Superior.

Podem candidatar-se a este apoio  os estudantes que preencham cumulativamente, as seguintes condições:

a) Ter residência no concelho de Fornos de Algodres há mais de três anos, devidamente comprovada;

b) Ter acesso/ingresso comprovado ao Ensino Superior;

c) Ter idade não superior a 25 anos, no ato de apresentação da candidatura, podendo pontualmente, em casos devidamente fundamentados e comprovados ser excecionalmente contemplados, mediante parecer do Serviço de Ação Social da Câmara Municipal;

d) Não possuir à data da candidatura habilitações ao nível do Ensino Superior;

e) Não terem reprovado no ano anterior, salvo motivos de força maior, devidamente comprovada, designadamente doença prolongada;

f) Não beneficiarem de outra bolsa de estudo ou benefício equivalente, concedida por outra(s) entidade(s), sem que disso dêem conhecimento à Câmara Municipal;

 

CPCJ de Fornos de Algodres presente no Encontro Anual das CPCJs

A CPCJ de Fornos de Algodres, representada pelas comissárias Diana Martins e Patrícia Almeida, esteve presente no Encontro Anual das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens em Risco que se realizou no Funchal.

Este encontro de natureza obrigatória, revela sempre uma forte componente formativa e de partilha de experiências que melhora sem dúvida a eficácia e eficiência do trabalho das CPCJs.

 

Camara Municipal de Fornos de Algodres e GRACE promovem Responsabilidade Social

O Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial (GRACE) esteve, no passado dia 15 de novembro, em Fornos de Algodres, a convite da Câmara Municipal, para dinamizar dois workshops formativos direcionadas para as empresas e organizações do setor social sediadas no Município.

Esta iniciativa decorreu do âmbito da parceria celebrada recentemente com o GRACE (http://www.grace.pt/) para dinamização do Programa Responsabilidade Social “ForNos For Us”, previsto no Plano de Ação do Conselho Local de Ação Social (CLAS), dando assim início a um conjunto de ações que pretendem fomentar uma maior participação das empresas na comunidade e na dinamização da economia social, visando, simultaneamente, promover uma maior capacitação da sociedade civil, em particular, das associações de base local, para desenvolver parcerias estratégicas com empresas, promotoras de criação de valor.

Por força das exigências do desenvolvimento de políticas de responsabilidade social corporativa, as empresas estão, hoje, mais sensíveis às questões sociais, procurando parcerias em que possam ter um papel mais ativo, nomeadamente, na construção de projetos, abandonando cada vez mais o papel passivo de meros financiadores. Por outro lado, as organizações sociais, mercê da progressiva redução dos financiamentos e intervenção estatal nos domínios da solidariedade social, vêem-se forçadas a reinventar novos modelos de gestão e construir novas redes de cooperação e rentabilização de recursos. O setor empresarial surge neste contexto como um parceiro privilegiado por excelência, que importa cativar. Como abordar uma empresa? Como escolher o projeto? Como elaborar uma proposta de parceria estratégica onde ambas as partes tirem vantagens? Como definir contrapartidas e explorar as vantagens da parceria? Como garantir uma aproximação assertiva e uma relação sustentável com as empresas?

O Workshop “Como Mobilizar as Empresas para Projetos Sociais?” realizado durante a manhã do dia 15 de novembro, pelas formadoras Maria da Saude Inácio e Alexandra Camacho, do GRACE, veio dar resposta a estas e outras questões, procurando consciencializar os dirigentes associativos e técnicos  participantes, para os novos desafios que se colocam à economia social, salientando a importância dos processos de qualidade e de capacitação das instituições para a mobilização de recursos, nomeadamente, através do relacionamento com o setor empresarial.

Durante o período da tarde, as mesmas formadoras realizaram um Workshop para empresas sob o tema “Responsabilidade Social Corporativa e a Relação com a Comunidade”, o qual teve como principal objetivo sensibilizar as empresas e os gestores para a temática da responsabilidade social corporativa (conceitos, desafios e tendências de futuro) e para a importância da construção de uma relação sustentável com a comunidade, conciliando os seus objetivos privados e a responsabilidade social perante essa comunidade. Procurou-se, sobretudo, responder às seguintes questões: como investir na comunidade? Como encontrar e como abordar a organização parceira? Como escolher um projeto? Quais as  vantagens de criação de parceria para a empresa e para a organização? Quais os primeiros passos a dar?

No final deste Workshop as formadoras desafiaram as empresas participantes a enumerar eventuais práticas de responsabilidade social que já tivessem desenvolvido no Município e, quais os projetos que, no futuro, gostariam de apoiar, verificando-se que, todas elas, em algum momento, já haviam realizado pequenas iniciativas de responsabilidade social, sem, contudo, lhe dar qualquer visibilidade ou, tão pouco, as valorizar, mostrando-se disponíveis para investir responsavelmente na comunidade local.

Maria da Saúde Inácio e Alexandra Camacho terminaram estas jornadas de sensibilização sobre a temática da responsabilidade social afirmando o seguinte:

“Não estamos a pedir às Empresas para fazerem algo diferente, estamos a pedir-lhes que façam a sua atividade normal de forma diferente” (Koffi Annan, 8º Secretário Geral das Nações Unidas e Prémio Nobel da Paz, 2001).

Sincero agradecimento ao GRACE e às formadoras, Maria da Saúde Inácio e Alexandra Camacho por nos ajudarem a refletir e consciencializar o papel que cada um de nós individuo/empresa/organização pode assumir no desenvolvimento sustentável da comunidade onde está inserido.

Boccia no Projeto de Envelhecimento Ativo “Fornos Vida”

O Projeto de Envelhecimento Ativo “Fornos Vida” dinamizado pelo Gabinete de Desporto do Município, apostou na diversificação das atividades para o ano letivo 2016-2017.

Atento às necessidades dos idosos e à importância de lhes criar novos desafios, o Município de Fornos de Algodres, para além das aulas de ginástica e hidroginástica, dos fóruns participativos, das caminhadas e passeios culturais que transitam de anteriores edições, introduziu a disciplina do Boccia em cada uma das localidades que aderiram ao Projeto.

A satisfação dos nossos jovens idosos com a disciplina é contagiante, sendo que, neste momento já participam na aprendizagem do Boccia, 180 alunos. O Boccia, revela-se de facto como uma prática inovadora de sucesso no nosso território, fazendo já parte do quotidiano dos nossos idosos.

A aposta da diversificação das respostas que promovam uma melhor qualidade de vida ao longo da vida, continuará a ser uma prioridade para o Município de Fornos de Algodres.

15036184_1841260719449086_3276360875934215963_n

 

 

Festa de Encerramento 7ª Edição Fornos Vida – Projeto Envelhecer Ativo e Saudável

Aviso – Lista Provisória de Estudantes do Ensino Superior com direito a Bolsa de Estudo

O Município de Fornos de Algodres torna pública a lista provisória dos Estudantes com direito a Bolsa de Estudo no âmbito da sua candidatura ao Programa de Atribuição de Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior.

Aviso_Atribuição Bolsa Estudo

Mês da Prevenção dos Maus Tratos 2016

No âmbito do Mês da Prevenção dos Maus Tratos a Crianças e Jovens a CPCJ de Fornos de Algodres organizou um conjunto de iniciativas que constam da imagem que se apresenta