Algodres

População: 349

Dista da Sede de Concelho: 4,5 km

Área: 10,15 km²

Orago: Santa Maria Maior

É a vila de Algodres, uma linda e graciosa povoação. Assente no cume da serra do seu nome, a altitude de 700 metros, contemplando donairosa, dominadora e senhoril, como uma rainha soberana, as povoações circunjacentes, suas vassalas, é ela, ainda hoje, que dá o nome de toda a região.
Pouco se sabe da sua origem; o mais curial e lógico será atribuir-lhe origem romana, porque, segundo o padre Luiz Cardoso, no seu Dicion. Chor., teria derivado o nome da palavra latina Algodrium.
Não sabemos se Algodres teve castelo como Celorico, Linhares, Aguiar e Trancoso; existe a tese de que o houve e de que, com a pedra das ruínas dele se construiu a Igreja da Misericórdia; e, com efeito, ainda hoje se dá aquela designação a uma casa situada junto deste templo. Mas se o não teve, a verdade é que também não precisava, pois, de facto, era já, de si mesma, pela sua situação, uma fortaleza difícil de acometer.
Pela agrura e elevação do terreno em que assenta, servir-lhe-ia de castelo e de atalaia o próprio monte e de muralha inexpugnável, a sua intransponível Barroca.

É constituída pelos lugares de Algodres, Furtado e Rancozinho.

Brasão:

–Escudo de verde, faixa de prata carregada com a cruz da Ordem de Cristo; em chefe, coroa real aberta, de ouro, com sua pedraria de vermelho; em campanha, feixe de três ramos de oliveira de ouro, frutados de prata, atado do mesmo. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco, com a legenda a negro: “ALGODRES -– FORNOS DE ALGODRES

Bandeira:


Esquartelada de branco e verde. Cordão e borlas de prata e verde. Haste e lança de ouro.

Notas Históricas:

O Pelourinho

Enquadramento

Urbano, isolado, em terreno um pouco desnivelado, em largo delimitado por casas rústicas, algumas já descaracterizadas, pela Igreja Matriz medieval e pelo Lg . da Misericórdia.

Descrição

Soco constituído por seis degraus octogonais, estando o primeiro semi-enterrado no solo, onde assenta a coluna de fuste octogonal com base quadrangular chanfrada nos ângulos, encimada por argola de ferro descaída. Capitel de secção octogonal, antecedido por anel saliente e delimitado por anéis salientes decorados com meias esferas, funcionando como base da gaiola, em forma de pirâmide invertida truncada.
Chapéu assente em colunelo central liso e oito colunelos terminados em esfera, decorados com anéis na parte inferior e superior e consolidados por grampos de ferro, tendo a forma de uma pirâmide truncada de base octogonal, rematado por coruchéu com anel decorado com meias esferas.

Como Chegar a Algodres

Origem:
Por exemplo: Lisboa, PT

© Copyright - Município de Fornos de Algodres. Todos os direitos reservados. | Desenvolvido pela ADSI ligado ao beira.pt